Ideias para artigos: 6 estratégias que usei para criar mais de 2 mil textos

Se você atualmente está enfrentando um bloqueio criativo e anda sem muitas ideias para artigos, isso é um problema… Como qualquer empreendedor digital sabe, a criação constante de conteúdos é um dos pilares mais importantes de um negócio online.

Agora pare e pense um pouco: se você, que precisa criar 2 ou 3 artigos por semana, já está enfrentando dificuldades, imagine um redator freelancer, como eu, que precisa entregar dezenas de textos toda semana?

Pelas minhas contas, nos últimos 3 anos entreguei algo em torno de 2 mil textos para dezenas de clientes diferentes… Isso me ensinou uma coisa: a gente simplesmente não pode depender da inspiração.

Pensando em ajudar você e tantos outros empreendedores que gostariam de estar cheios de ideias para seus blogs, vou falar um pouco aqui sobre o assunto. Separei 6 dicas extremamente eficientes que me ajudaram muito desde quando comecei a vender artigos na internet!

Como ter mais ideias para artigos? Confira 6 dicas indispensáveis

ideias para artigos 2

1 – Acompanhe a concorrência

Se você não faz ideia do que falar no próximo texto, sugiro fazer um estudo da sua concorrência.

Mapeie 3 ou 4 dos seus concorrentes mais fortes e acesse o seu blog e canal do Youtube. Quais são os conteúdos mais lidos/vistos?

É por eles que você tem que começar!

Esta dica é simples, mas não muito óbvia. Às vezes a gente quer muito escrever sobre o tema X, mas acessa o canal do principal concorrente e percebe que o tema Y tem 20x mais visualizações… O conteúdo a ser priorizado deve ser o MAIS BUSCADO pelos usuários, e não aquele que você mais quer escrever!

Então fica a dica: assim que terminar de ler este texto, comece a mapear os conteúdos da concorrência e prepare uma super lista de artigos incríveis para os próximos meses =)

2 – Acompanhe veículos do seu mercado

Assim que você finalizar a pesquisa junto à concorrência, chegou a hora de começar a seguir os principais veículos de comunicação do seu mercado (se é que você já não faz isso).

Se você tem um blog sobre empreendedorismo, por exemplo, pode conseguir diversos temas novos e interessantes acompanhando a Revista Pequenas Empresas & Grandes Negócios ou a página da Forbes Brasil no Facebook.

Caso tenha um negócio no nicho de pesca, alguns bons veículos a serem seguidos são os portais Pesca e Cia. e Pesca Esportiva.

Seja qual for o seu mercado, certamente existem diversas revistas e portais publicando conteúdos diariamente sobre ele. Ninguém melhor do que empresas de comunicação para nos dar boas ideias para artigos e vídeos!

3 – Traga conteúdos de fora do Brasil

As duas dicas acima já devem ser suficientes para encher a sua pauta de conteúdos por longas semanas… Mesmo assim, se ainda estiver em busca de mais ideias, vale estudar o que os concorrentes andam publicando lá fora.

Como no Brasil as novidades costumam chegar com algum tempo de atraso, você pode buscar temas importantes e inovadores que já estão em pauta no mercado internacional. Fazer isso é uma excelente forma de se diferenciar e transmitir autenticidade. Recomendo!

4 – Converse com o seu público

Outra excelente maneira de conseguir ideias para artigos é conversando com o seu público… Quais são as dúvidas e dores mais fortes dessas pessoas?

Se o seu negócio fala sobre emagrecimento para mulheres, por exemplo, você pode entrar em contato com suas seguidoras via e-mail marketing, fanpage ou Instagram e fazer uma pergunta genérica: “qual a sua principal dificuldade hoje para perder peso?”.

Caso o seu público ainda seja pequeno e não haja feedback, visite os grandes blogs, fóruns e fanpages do seu nicho e veja sobre o que os usuários estão perguntando/comentando. Escreva sobre isso!

5 – Acorde e vá dormir pensando em conteúdo

Quando temos um negócio online, precisamos estar ligados a todo momento… Nunca se sabe quando aquela boa ideia vai aparecer.

Muitas vezes você fica 1 hora procurando por ideias no Google e nada acontece. Aí você resolve ir ao supermercado e um simples outdoor na rua acaba trazendo um tema genial para o seu próximo texto.

Insights como esse acontecem diariamente comigo. Eu tenho ideias falando com os meus amigos, treinando na academia, lendo meus livros etc. Basta estar ligado e anotar tudo (uso o Evernote e o Google Agenda para fazer isso).

6 – Use as ferramentas certas

Mesmo que você não esteja disposto(a) a investir 1 real em ferramentas de SEO e marketing de conteúdo, existem diversas plataformas gratuitas onde é possível encontrar insights e métricas importantes. Dois bons exemplos são a Ubersuggest e o Answer The Public.

A Ubersuggest, uma ferramenta que recentemente foi comprada e disponibilizada pelo Neil Patel, uma das referências mundiais em marketing digital, é a minha plataforma grátis favorita.

Com um design extremamente simples e eficiente, a plataforma permite que você faça pesquisas ilimitadas de palavras-chave específicas e relacionadas, o que sempre acaba trazendo boas ideias para o seu negócio.

Se você digitar “como emagrecer”, por exemplo, encontrará diversos outros termos que também são procurados, como “como emagrecer com saúde”, “como emagrecer rápido”, “como emagrecer o rosto”… Cada uma dessas variações pode facilmente se transformar em um mega artigo!

Além de mostrar as palavras-chave relacionadas e dar o volume de buscas exato para cada uma delas, a Ubersuggest nos informa ainda qual é a dificuldade de ranqueamento daquele termo e qual o seu SERP (Search Engine Results Page).

O Answer The Public, por sua vez, é um site onde você tem a possibilidade de ver um panorama completo sobre tudo o que está sendo procurado pelos usuários dentro de um determinado mercado.

Caso você venda infoprodutos sobre poker e resolva digitar essa palavra lá dentro, a ferramenta retornará com dados que informam praticamente tudo o que tem sido pesquisado no Brasil sobre o assunto:

ANSWER THE PUBLIC

Caso queira ir mais longe e fazer um trabalho profissional, eu recomendo que assine a ferramenta Semrush, que na minha opinião é a mais completa nesse sentido.

Preciso ser sincero e dizer que eu mesmo não a assino atualmente, porém tenho clientes que assinam e me passam os seus dados de acesso para que eu realize todo o trabalho de análise de SEO lá dentro.

Além de mostrar informações como volume de buscas e dificuldade de ranqueamento, a Semrush faz uma análise geral do tráfego do seu site e de qualquer outro site da concorrência.

Em poucos cliques você poderá descobrir:

  • Quais são as palavras-chave mais buscadas do seu mercado
  • Para quais termos os seus concorrentes estão posicionados em 1º lugar
  • Para quais termos você já está na primeira página e poderia chegar ao primeiro lugar
  • Quais palavras levam mais tráfego para o seu site
  • Quais palavras levam mais tráfego para o site da concorrência

Apesar de ser uma ferramenta relativamente cara, o Semrush pode compensar bastante, principalmente se o seu negócio já estiver crescendo.

É simplesmente impressionante o número de oportunidades (termos com muita busca e pouca competição) que você acaba encontrando através do trabalho possibilitado pela plataforma.

E aí, consegui ajudar você a ter ideias para artigos de forma ilimitada? Espero, de coração, que essas 6 dicas possam te ajudar a vencer atuais e futuros bloqueios criativos…

Se tiver alguma dúvida, deixe seu comentário e vamos continuar conversando.

Um abração e boas vendas!

Vitor Rodrigues é jornalista por formação, freelancer por necessidade, vendedor por decisão e escreve sobre tudo isso no blog O Redator Freelancer.