Funil de vendas parte 01 – O que é isso?

Hoje quero iniciar esse artigo com uma simples pergunta: Você já utiliza algum tipo de funil de vendas na sua empresa/negócio? Você sabe ao certo o poder e eficácia dessa estratégia de vendas atualmente em negócios digitais?

Resolvi trazer esse tema para o nosso blog por dois motivos: Primeiro, por ter feito o curso funil inteligente e ter me maravilhado com a oportunidade de ter uma máquina rodando 100% efetiva e de forma automática me gerando renda todos os dias e segundo, pela importância e eficácia dessa estratégia nos dias de hoje.

[Clique Aqui Para Conhecer o Funil Inteligente]

Esse nosso artigo é apenas a primeira parte de uma sequência de 6 artigos onde pretendo abordar absolutamente tudo o que aprendi durante esse curso e que venho implementando em meus negócios.

Segue abaixo os links dos próximos artigos (assim que for terminando de escrever o restante dos artigos irei colocando os links):

Bom, para iniciar o nosso entendimento sobre funil de vendas, nada melhor do que saber o que é exatamente um funil.

funil-de-vendas-wilker

Utilizando a imagem acima como exemplo de um funil bem segmentado, podemos inferir que um funil de vendas nada mais é do que a filtragem desde a entrada do visitante no seu site ou negócio, até a conversão desse visitante em cliente.

Não sei se você percebeu, mas assim como o utensilio doméstico, o funil da imagem vai se afunilando, ou seja, começa largo e vai diminuindo até chegar ao último nível que é justamente os clientes.

Outra coisa importante é que geralmente um funil de vendas é dividido em três etapas: Topo, meio e fundo.

Cada etapa do funil tem sua estratégia em particular, porém cada etapa do funil tem que se conectar com a próxima, para que assim o mesmo funcione adequadamente.

Está gostando do artigo? Então se inscreva em nosso blog e receba em seu e-mail diversos conteúdos como esse!

Como funciona essa divisão do funil de vendas?

Como já foi dito, um funil sempre se divide em três partes, o topo, meio e fundo. Quando está se trabalhando com esse conceito, o conteúdo gerado dentro de nossos negócios vai assumir um papel muito importante, ao qual nós veremos no decorrer dos próximos artigos.

O topo do Funil de vendas

No topo do funil encontra-se o seu mercado alvo e a maioria dos visitantes e usuários da internet.

Nesse momento, essas pessoas não estão interessadas em adquirir um serviço ou produto. Muitas vezes nessa etapa o visitante é apenas um curioso e as chances de ele se tornar um cliente potencial são mínimas.

É aqui que a brincadeira começa, ou seja, você terá que captar a atenção desse visitante através de um conteúdo de qualidade, fazendo ou instigando esse leitor a se inscrever em sua lista de e-mail marketing.

Mas, logicamente, esse processo deve ser feito de forma sútil, informativa e com uma linguagem de fácil compreensão.

No próximo artigo da sequência eu mostrarei como alinhar essa estratégia de captura de contatos e de como você pode está criando sua isca digital para capturar futuros clientes e leva-los até o fundo do funil.

Funil de vendas parte 02 – Isca Digital 

O meio do funil de vendas

Geralmente nessa etapa as pessoas já conhecem o seu trabalho e muitas vezes já estão inscritas na sua lista de e-mail marketing.

Essas mesmas pessoas já possuem certa necessidade e vão atrás de você a fim de procurar alternativas que resolvam essa necessidade.

Nessa etapa você deve realizar um trabalho direcionado para os benefícios que o cliente busca.

Por exemplo, criar artigos direcionados para a solução de uma dor especifica, sempre orientando uma forma de resolver esses problemas.

Antes de comprar, o leitor sempre busca maiores informações a fim de retirar suas dúvidas, por isso, a importância de você criar um conteúdo direcionado para essas pessoas que buscam esse tipo de informação.

Um exemplo que posso reiterar esses conceitos é o seguinte:

Digamos que você está trabalhando com um funil de vendas utilizando para isso sua ferramenta de e-mail marketing.

Quando o visitante chega ao seu site ele se depara com um artigo informativo ao qual não tem naquele momento a pretensão de vender, porém, como o conteúdo é de qualidade o usuário se sente atraído e se inscreve na sua lista de contatos através de um box de captura dentro do seu artigo.

A partir dai, o usuário que antes era apenas um mero visitante se torna seu prospecto e consequentemente entra no seu funil de vendas.

Nesse momento você vai construir um conteúdo e entrega-lo de forma natural e seguindo a premissa das etapas do funil. Ou seja, você vai começar um relacionamento com o seu propescto via e-mail marketing a fim de leva-lo até o fundo do funil.

funil-venda-magnetico

E para isso acontecer de forma produtiva é importante que você não perca os próximos artigos da sequência, pois irei tratar do que deve ou não ser feito.

Segue abaixo os links dos próximos artigos (assim que for terminando de escrever o restante dos artigos irei colocando os links):

O fundo do funil de vendas

Nessa etapa vamos encontrar a parte mais estreita do nosso funil, ou seja, as pessoas que estão realmente decididas a comprar algo, mas que ainda estão avaliando nossos serviços ou produtos.

Nessa parte apesar de ser mais fácil converter o lead/prospecto em um potencial cliente, devemos alinhar algumas estratégias que possibilitem de forma imediata a conversão.

Dentre essas estratégias é importante você mostrar que é uma pessoa confiável, responsável e que preza pelo bem estar dos seus clientes.

Para isso você pode mostrar cases de sucesso de alguns clientes que você já possui, depoimentos satisfeitos, dentre outras coisas que evidenciem seu profissionalismo e comprometimento com o resultado final do seu futuro cliente.

Se você conseguir alinhar de forma redonda essas três fases de um funil de vendas, é dinheiro na certa!

Como eu falei no inicio do artigo, o intuito principal de um funil bem feito é deixar a máquina de dinheiro rodando automaticamente e te gerando renda todos os dias.

E para te ajudar ainda mais nessa missão eu recomendo fortemente você dar uma olhada ou até mesmo adquirir o produto Funil Inteligente da Graciela Barbieri.

Esse treinamento é muito bom e vai abrir seus olhos quando o assunto é funil de vendas automático.

[Clique Aqui para Conhecer o Funil Inteligente]

Veja um resumo em vídeo desse artigo

Concluindo…

Chegamos ao fim do nosso primeiro artigo da sequência sobre funil de vendas. Espero que o mesmo tenha informado de forma satisfatória o que é um funil e o seu objetivo dentro do marketing digital.

Ao construir um funil de vendas para o seu negócio as chances de você aumentar seu faturamento são enormes, isso logicamente se o seu funil for criado da forma correta.

Lembrando sempre que, na maioria das vezes seu funil começa com muitas pessoas, mas ao longo do tempo, até mesmo por ser um processo de afunilamento a tendência é que no fundo do funil você tenha poucas pessoas, porém, pessoas que com certeza possuem 95% de chances de se tornar seus clientes.

Abaixo você encontra um podcast completo explicando o conceito de um funil de vendas e suas vantagens:

Bom, vou ficando por aqui e qualquer dúvida relacionado ao artigo peço encarecidamente que deixe seu comentário.

Te vejo no próximo artigo da sequência!

Funil de vendas parte 02 – Isca Digital 

Está gostando do artigo? Então se inscreva em nosso blog e receba em seu e-mail diversos conteúdos como esse!