O Que é Um Plano de Negócios e Porque Você Precisa de Um Para Ter Sucesso?

Saber o que é um plano de negócios é fundamental para toda pessoa que deseja começar um empreendimento comercial.

Se você está pensando em ter um negócio próprio, seja físico ou digital, sabe que além da boa vontade precisa de um bom planejamento, certo?

Que os negócios de sucesso que você vê por aí são frutos da idealização de seus criadores, mas também de todo um processo organizacional para deixar tudo funcionando.

plano de negócios

Pois bem, o nome desse planejamento é plano de negócios, e é o primeiro passo a ser dado por quem quer ter um negócio/empreendimento bem sucedido.

Logo, posso afirmar que o plano de negócios é um relato detalhado de tudo que compõe o seu empreendimento. Partindo da ideia principal e continuando com o público-alvo, necessidades, logística da empresa, pesquisa de mercado e etc.

Segundo a Wikipédia, o plano de negócios é um documento que especifica, em linguagem escrita, um negócio que se quer iniciar ou que já está iniciado através de um método específico.

Por exemplo, você tem em mente abrir uma loja de roupas, mas não conhece muito bem o mercado, e não sabe como começar.

É aqui que entra o conceito de o que é um plano de negócios, pois ele representa o funcionamento da sua loja no papel.

É nesse plano que você colocará as premissas básicas de funcionamento do seu estabelecimento, elencando todos os pontos.

O plano de negócios é a forma mais segura de começar um negócio, pois ele mostrará o futuro da empresa em um determinado espaço de tempo.

A simulação feita através desse documento precisa ser bem detalhada, colocando estimativa de vendas, valores de investimento, localização (no caso de negócio físico).

Também é dentro da estrutura de o que é um plano de negócios que serão feitas simulações de vendas e maneiras para captar novos clientes.

Ou seja, o plano de negócios é seu empreendimento funcionando no papel.

O que é um plano de negócios – Porque é necessário ter um

business plan

Talvez lendo as palavras acima você ainda não tenha conseguido absorver a necessidade de ter um plano de negócios.

Falo isso, porque a maioria dos empreendedores digitais não fazem esse documento e, por isso, acabam não tendo resultados satisfatórios com seus negócios.

A necessidade principal de criar um plano de negócios detalhado, é que fazendo isso você pode minimizar as ocorrências negativas do seu negócio.

Isso é possível porque dentro da execução de o que é um plano de negócios colocamos os vários cenários possíveis, antecipando ocorrências negativas que possam se suceder no caminho.

Assim, quando algum dos percalços surgir você já terá um plano para passar por esse problema de forma a impactar o mínimo possível no negócio.

Outro ponto positivo de fazer um plano de negócios, é que você consegue prever quando terá mesmo lucro no seu empreendimento.

Isso é importante, principalmente em negócios onde existe uma grande soma de investimento feita.

Ou ainda, quando o dinheiro para investir é pouco, e a necessidade de retorno é mais desesperadora.

A ideia de criar um plano de negócios é para preparar você para tudo o que está por vir, e mostrar caminhos que poderá seguir para gerir o negócio com mais clareza.

Pense no conceito de o que é um plano de negócios como um documento que será o guia do seu empreendimento, o norte para não se perder no caminho e querer desistir.

Também é importante ter esse documento, pois se no futuro abrir o negócio para investidores precisará mostrar uma ideia do todo para esses possíveis parceiros.

Como fazer o plano de negócios do seu empreendimento

É possível contratar um profissional para desenvolver o documento junto com você, ou ainda comprar um plano de negócios pronto.

Você pode baixar o software plano de negócios do Sebrae. É um programa bem fácil de trabalhar e que te ajuda em todas as partes de desenvolvimento do seu plano de negócios.

>> Clique Aqui Para Baixar o Programa <<

O mais indicado é que você crie o documento, ou pelo menos participe ativamente de sua elaboração, pois afinal o negócio já existe dentro da sua cabeça.

Os planos prontos, encontrados no mercado, podem ser um bom pontapé inicial, mas sempre será necessário fazer uma adequação para sua realidade já que são documentos baseados e redigidos genericamente.

O Sebrae dispõe de um curso inteiramente grátis sobre como criar um plano de negócios poderoso. Vou deixar o link abaixo para você participar:

>> Clique Aqui Para Realizar o Curso Gratuito <<

Quando falamos de um grande empreendimento, é importantíssimo, criar esse plano de negócios geral e ainda partir para planos menores relativos a cada departamento do empreendimento.

O que é um plano de negócios – 14 pontos para montar o seu

Veja abaixo os 14 pontos que não podem faltar em um plano de negócios.

Claro que, de acordo com o tipo de empreendimento muitos desses pontos podem não ser necessários (gestão de pessoal, por exemplo).

Mas, sempre é importante trabalhar com o documento bem completo, pois conforme o negócio for crescendo poderá haver necessidade de usar todos os pontos.

1 – Sumário Executivo

Aqui é onde é elencada a situação atual do negócio, as oportunidades de crescimento, a visão geral do mercado, os aspectos financeiros e as ações de marketing pretendidas.

2 – Objetivos

Cultura corporativa, objetivos gerais do empreendimento e também a missão e a visão que o negócio terá dentro do nicho de mercado em que está inserido.

3 – Plano Estratégico

Visão do ambiente global e também do microambiente que engloba clientes, concorrência, fornecedores. Aqui fica a definição de como será feita a interação entre todos esses públicos.

4 – Estudo do mercado

Necessidades dos clientes, potencial do mercado, restrições quanto à legislação, possibilidades para serem exploradas, tamanho da concorrência, empecilhos para atingir os clientes.

5 – Vantagens competitivas

Qual é o diferencial do negócio dentro do mercado, quais são as melhores oportunidades para crescimento, como será feito o investimento.

6 – Clientes

Aqui é onde entra o estudo completo do seu público ideal, também chamado de avatar ou buyer persona (pessoa compradora). Gênero, idade, classe social, finanças, gostos, desejos, dores e principais problemas que o seu negócio se propõe a resolver.

7 – Plano de marketing

Definição da “cara” que a empresa terá para o público em geral, planos para atração e segmentação dos clientes, preços praticados, definição dos canais que serão usados para a propaganda, análise de métricas para otimização dos resultados. O marketing será feito por equipe interna, ou terceirizado (agências)?

8 – Plano de Vendas

Análise da quantidade de pessoas que serão necessárias para a equipe de vendas. Planos de estimulação para vender mais, infraestrutura, análise dos resultados para otimização, planos de incentivos para vendedores e parceiros (aqui entram os afiliados para quem trabalha com marketing digital).

9 – Plano Operacional

Tudo que é necessário para deixar o negócio funcionando. Cadeia de valores, sites, redes sociais, ferramentas para melhorar a produtividade, necessidade de fazer cursos para gerir o negócio?

10 – Organização e Recursos Humanos

Formação de equipes para os departamentos, perfil necessário de cada funcionário/colaborador, política de salários englobando prêmios, incentivos e benefícios concedidos. Planos de carreira oferecidos, definição das responsabilidades de cada setor perante o todo do negócio.

11 – Plano de Finanças

Financiamentos, valor do investimento inicial necessário, custos, pagamentos e recebimentos, tesouraria, como será feito o demonstrativo financeiro contabilmente, contratação de profissionais de contabilidade, softwares para gerir a parte financeira.

12 – Plano de Tecnologia

Licenças de software, armazenamento e segurança dos dados, equipamentos de escritório, equipamentos para produção, capacitação para uso de sistemas específicos de gestão.

13 – Estrutura Jurídica

Contratos, planos de contingência para ocorrências isoladas, como resolver contendas jurídicas (estabelecer fórum e comarca), consultoria profissional.

14 – Cronograma

Estipular os eventos principais com datas limite para obtenção dos resultados desejados e também datas para reavaliação e readequação do cronograma original.

Plano de negócios para afiliados

plano de negócios para afiliados

Como você viu, o conceito de o que é um plano de negócios para empresas é bem amplo e contém todos os elementos de um empreendimento estruturado.

Mas, e quando você é afiliado e trabalha sozinho?

Não pense que pelo seu negócio ser menor e todas tarefas realizadas por você mesmo, que não seja necessário ter um planejamento.

Justamente por se trabalhar sozinho é necessário colocar tudo no papel, ou poderá acontecer de se perder no meio de todas as tarefas que precisam ser realizadas.

Se você já trabalha com marketing digital sabe que para ter sucesso é necessário ter consistência na promoção dos produtos que se deseja vender.

Essa consistência só acontece quando temos um plano formulado e metódico de como realizar cada tarefa necessária.

Uma coisa que ajuda muito os pequenos empreendedores é criar checklists de cada ação.

Ou seja, escrever o passo a passo realizado para criar um blog, ou para criar um vídeo, ou ainda para escrever um artigo para o site.

Veja um exemplo de checklist para criação de um blog aqui:

>> Clique Aqui Para Acessar o Chekclist <<

Com esses checklists ficará muito mais fácil realizar as tarefas e deixa-las meio que automatizadas seguindo uma sequência lógica de ações.

Conforme seu negócio for crescendo é importante considerar a terceirização de algumas tarefas, delegando-as a profissionais qualificados em seus segmentos.

Um exemplo é contratar um redator freelancer para tomar de conta das postagens do seu blog.

No artigo abaixo você encontra dicas poderosas de como encontrar o melhor profissional para essa tarefa:

>> Clique Aqui Para Ler o Artigo <<

Faça um exercício utilizando os pontos que coloquei acima e tentando encontrá-los dentro do seu negócio.

A diferença principal é que uma empresa, ou loja física trabalha apenas dentro de um segmento de mercado, e o afiliado pode trabalhar simultaneamente em vários nichos diferentes.

O importante é que você tenha em mente a necessidade de criar seu plano de negócios para se basear e conseguir gerir/executar as tarefas necessárias mais facilmente.

É fundamental ter uma meta financeira para alcançar, e principalmente, colocar um prazo para realizar esse objetivo.

Muitas vezes, o plano de negócios pode ser o motivador principal para quem trabalha sozinho, para não desanimar em meio a tantas tarefas que precisa realizar.

Conclusão

Espero que esse artigo tenha elucidado suas dúvidas sobre o que é um plano de negócios, e que possa usar esse conceito para planejar melhor seu empreendimento e alavancar seus resultados.

Gostou do artigo? Que tal deixar um comentário? Sua opinião é sempre bem-vinda e me dar o combustível necessário para sempre postar conteúdos de qualidade aqui no blog.

E ah, pesquisas revelam que pessoas que deixam comentários após uma boa leitura como essa são mais propensas a ter sucesso na internet bem como aumento de credibilidade. Haha!

Grande abraço e te vejo na próxima parada!