SEO On Page – O Guia Absurdamente Completo Sobre Otimização

Você sabe o que é SEO ON page?

Se não sabe, lendo esse artigo completo entenderá como funciona o ranqueamento no Google, e como otimizar seus artigos de forma correta.

Se você já sabe, também é bom ler o artigo porque nunca se sabe quando aparecerá aquela informação que salva sua vida, não é mesmo?

Vamos lá!

seo onpage o que e

O que é SEO ON page?

SEO é a sigla para a expressão em inglês Search Engine Optimization, o que em bom português significa Otimização para mecanismos de busca.

>> O que é SEO? Entenda Como Funciona Aqui <<

O Google é o principal mecanismo de busca da atualidade, e aqui já dá para entender porque temos que nos preocupar em produzir conteúdo otimizado.

Quanto mais nossos artigos apareçam na primeira página do Google, mais chances temos de receber visitantes qualificados em nosso blog.

Essas pessoas que chegam através do Google são o melhor público porque estão buscando por aquela determinada informação.

Pense: Você tem um blog sobre como alimentar gatos.

Aí alguém entra no Google e pesquisa sobre “como alimentar gatos”.

Se o seu conteúdo estiver otimizado, com certeza o Google mostrará seu blog nos resultados dessa pesquisa.

Agora se você não otimizar as palavras chave do jeito certo, não divulgar sua página, será muito difícil aparecer na primeira página do Google.

Assim, o SEO ON page é o conjunto de ações que deixam seu artigo/blog/canal de vídeos/redes sociais, mais aptos a aparecerem na primeira página de resultados do Google.

Para entender melhor assista o vídeo abaixo:

Se você deseja superar seus concorrentes e “tomar” as visitas deles, você precisa estudar e colocar em prática o SEO On Page.

Por que você precisa de SEO On Page?

Otimizar sua página/artigo internamente é o primeiro passo para conseguir aumentar o tráfego orgânico do seu projeto.

OBS: Entenda tráfego orgânico como tráfego totalmente gratuito.

Apesar de muita gente focar massivamente no Off-Page, o On Page continua tendo sua grade de importância no processo de otimização para os mecanismos de busca.

 

Aqui mesmo no blog já tive experiências de ranquear para palavras-chaves concorridas apenas fazendo um bom SEO On Page.

Um exemplo é o meu artigo sobre programas de afiliados.

O fato é que no marketing digital você precisa ficar ligado em tudo que envolve o crescimento do seu negócio.

Se você quer ter visibilidade e mais pessoas conhecendo o seu produto/serviço, é preciso investir tempo no aprendizado do SEO On Page.

Te garanto que você não vai se arrepender e vai me agradecer depois por ter dado este conselho.

SEO On Page X SEO Off Page: Qual a diferença?

seo off page

É importante saber a diferença desses dois tipos de otimização.

Ambas as formas servem para potencializar o tráfego orgânico (grátis) do seu projeto.

SEO On Page abrange toda a otimização interna da sua página/artigo, é basicamente tudo isso que veremos no decorrer deste artigo.

O SEO Off Page é toda otimização externa que você fará para melhorar o ranqueamento da sua página/artigo. Como exemplo, posso citar o compartilhamento social e backlinks para o seu blog.

Irei produzir um artigo falando sobre SEO Off Page em breve, assim que o fizer, coloco o link aqui para você. Enquanto isso não chega, você pode assistir o vídeo abaixo para entender melhor estes conceitos:

Quero que entenda que a soma desses dois tipos de otimização fortalece grandiosamente as suas chances de ranquear no Google. Portanto, não deixe de aplicar isso em seus projetos online.

Palavras Chave – A base do SEO

Antes de falarmos dos principais itens que compõem a otimização de SEO, é preciso explicar a função da palavra-chave dentro do seu texto.

Você já deve ter percebido que todo curso, todo post de blog, todo vídeo que fala de otimização, fala de palavra chave.

Agora te pergunto, você sabe o que é uma palavra-chave ou Keyword? No artigo abaixo explico em detalhes o que é isso, veja:

>> O que é uma palavra-chave e como encontrar as mais poderosas <<

Isso porque a palavra chave é que vai determinar suas ações para a otimização.

Se você escrever um artigo incrível com 2 mil palavras, mas não colocar ele para otimizar para nenhuma palavra chave, o Google nem vai saber que ele existe, não vai mostra-lo a ninguém.

Podemos dizer que a palavra chave principal de um artigo faz o mesmo papel da etiqueta indicando o que tem dentro de uma caixa que está fechada.

Se você não colocar a “etiqueta” no seu artigo, o Google não terá como analisar se ele serve para ser apresentado para os usuários da plataforma.

Resultados no Google – O que mudou no algoritmo  

Antigamente o Google dava preferência por mostrar textos que tinham exatamente as mesmas palavras que os usuários buscavam.

O algoritmo não sabia distinguir se o conteúdo estava mesmo de acordo com o assunto, ou se estava apenas se aproveitando das expressões para ficar ranqueado.

Hoje, depois de inúmeras atualizações do panda e do pinguim, o algoritmo é capaz de reconhecer o conteúdo por semântica (o assunto pesquisado mesmo que não contenha as palavras chave exatas).

Assim, dá para imaginar quase uma inteligência artificial lendo os artigos que teriam chances de aparecer no resultado do que está sendo pesquisado.

Pegando o exemplo que dei acima: “como alimentar gatos”, com o algoritmo de hoje resultados com “como dar comida para o gato”, também podem aparecer por se tratarem do mesmo assunto, escrito de forma diferente.

O que está importando para o Google é a boa experiência que seus usuários têm na plataforma.

Assim, se a pessoa quer saber sobre alimentação para gatos e o seu blog tiver essa informação, ele será mostrado para ela, mesmo que a palavra chave que ela usar para pesquisar não seja a mesma do seu artigo.

Com isso temos um conceito que antes era considerado secundário, mas que agora torna-se principal.

Estou falando das palavras chave secundárias, que são as diversas maneiras que as pessoas usam para fazer as buscas sobre um determinado assunto.

Usando de novo o exemplo que dei acima, teríamos algo assim:

  • Como alimentar gatos
  • Como dar comida para o gato
  • Ração para felinos
  • Petiscos para gatos

E todas expressões que tenham haver com a ação alimentar gatos.

Claro que você não vai colocar todas as palavras chave amontoadas, é preciso fazer um texto coerente, assim use as secundárias apenas quando couberem mesmo dentro do seu texto.

Como você sabe que o algoritmo está conseguindo distinguir um conteúdo que serve dos que não servem, aprender usar as palavras chave corretamente é fundamental.

Saber otimizar o seu conteúdo é muito importante. Para tal deixo esse vídeo abaixo explicando em detalhes como fazer, veja:

Plugin para SEO

Se você trabalha com blog em WordPress, recomendo fortemente que instale o plugin de SEO da Yoast.

É o mais completo para análise de artigos, e ajudará você a manter seus textos sempre otimizados para o Google.

Com esse plugin em mãos você conseguirá otimizar em tempo recorde todos os seus artigos e páginas no WordPress. É fantástico.

No vídeo abaixo eu mostro como instalar e utilizar esse plugin, veja:

SEO ON page – Principais fatores para ranqueamento no Google

seo-on-page

Antes de mais nada é preciso entender que o SEO on page é aquele feito dentro do artigo/página do blog.

On page significa “na página” e não envolve conceitos de linkbuilding externo, nem outras práticas de ranqueamento direcionado. Isso fica encarregado do SEO Off Page.

Especialistas costumam dizer que o Google considera, pelo menos 200 itens importantes quando analisa um site para o ranqueamento.

Mas, nem mesmo os funcionários do Google sabem quais são esses itens, assim tudo que temos conhecimento é resultado de testes que foram feitos por donos de blogs e que foram divulgando conforme descobriam.

Claro que sempre dá para pegar algumas dicas lendo as informações que estão no próprio Google.

De um modo geral, os elementos que você deve levar em consideração na otimização interna do seu blog e artigos são os seguintes:

  • Palavra-chave na URL;
  • Palavra-chave no Título;
  • Palavra-chave na descrição;
  • Divisão em subtítulos, H2,H3,H4 e etc;
  • Repetição da palavra-chave;
  • Tamanho do conteúdo;
  • Imagens;
  • Parágrafos curtos;
  • Links de saída;
  • E links internos

Parece muita coisa? Vamos desmiuçar cada um desses itens:

Palavra chave na url

A url é o endereço (link) que levará o público até seu texto.

É importante colocar a palavra chave na url, porque assim o assunto se mostrará evidente para o Google e também para quem está pesquisando.

É o primeiro lugar onde o público entrará em contato com seu conteúdo. Portanto, mantenha a URL descritiva com a palavra-chave inclusa.

Palavra chave no título

O título do seu artigo precisa conter a palavra chave que está desejando ranquear.

título exemplo

É importante que seja a mesma palavra que definiu como principal no plugin de SEO(Yoast), assim você terá um resultado mais apurado com as indicações que o plugin determinar.

Algumas regras importantes sobre o título:

  • Crie um título único para cada página e/ou artigo;
  • Este título precisa estar de acordo com o conteúdo da página;
  • Evite escrever um título muito longo.

Tenho um artigo aqui no blog que mostra como escrever títulos poderosos para seus conteúdos, veja:

>> Como Escrever Títulos Impossíveis de Serem Ignorados e Clicados – 9 Técnicas Infalíveis <<

Palavra chave na descrição

A descrição é o texto que está naquelas 2 linhas que aparecem logo abaixo do título, dentro do resultado do Google.

descricao

Colocar uma descrição com o tamanho determinado pelo plugin e contendo a palavra chave ajudará a aparecer melhor colocado nos resultados.

Divisão em subtítulos H2, H3, H4

Uma das coisas consideradas importantes no SEO ON page é a legibilidade do texto, ou seja deixa-lo fácil de ser lido.

Dividir seu texto em subtítulos é importante para organizar as informações e também para facilitar a leitura pelos visitantes.

Também é preciso colocar a palavra chave exata em, pelo menos, um subtítulo.

Repetição da palavra chave

Você precisa repetir a palavra chave exata de 0,5 a 1% do texto.

Dessa forma um texto com 1500 palavras precisa ter um mínimo de 8 repetições e um máximo de 15.

Cuidado para não ficar abaixo do mínimo e também não ficar acima do máximo.

No primeiro caso seu artigo não estará completamente otimizado, e no segundo, poderá sofrer penalização por excesso de otimização.

Tamanho do conteúdo

Existe uma controvérsia muito grande sobre qual tamanho de conteúdo o Google dá preferência.

Especialistas dizem que entre 1000 e 2000 palavras, e outros dizem que 800 é suficiente, mas nunca poste um artigo com menos de 300 palavras que é o mínimo considerado pelo Google.

Imagens

O Google gosta mais de textos que contenham imagens, do que aqueles que não tem nenhuma.

Certifique-se de colocar imagens nos seus artigos.

Quando salvar as imagens dentro do artigo, coloque a palavra chave dentro da tag alt (texto alternativo).

Também salve o arquivo da imagem com a palavra chave, antes de subi-la para o WordPress.

Você deve verificar 3 itens importantes nas imagens que utilizar no blog:

  1. O nome do arquivo;
  2. O texto ALT;
  3. O tamanho do arquivo.

É importante que todas as imagens tenham nomes simples e diretos, ou seja, que seja possível identificar o teor da imagem somente pelo nome.

Segundo, todas as imagens devem possuir um texto ALT (será o texto apresentado caso a imagem não apareça na página). Nesse item é importante colocar a palavra-chave utilizada.

E por fim, a imagem deve estar otimizada e compactada, justamente para diminuir o tempo de carregamento da mesma. O Google adora sites rápidos, e otimizar suas imagens vai contribuir para tal.

Parágrafos curtos

Ainda se preocupando com a legibilidade do texto, usar parágrafos curtos facilita muito a leitura e também faz com que o Google te ranqueie melhor.

Links de saída

Todo artigo precisa ter um link de saída, de preferência que leve para algum portal onde haja complemento da informação que está sendo oferecida.

Esse link é uma exigência do Google, pois ele gosta que seus usuários tenham uma chance de sair da página se não gostarem, mas sem precisar dar um “esc”.

Escolher páginas de bastante relevância para fazer esses links é uma estratégia de SEO ON page que considera a autoridade desses sites para melhorar a otimização de um outro site.

Links internos

Você também precisa fazer uma linkagem interna entre os artigos do seu blog.

Faça isso apenas com textos que tenham haver com o assunto do artigo que está sendo otimizado, pois assim oferece uma informação mais completa para os leitores.

Exclusividade da palavra chave

É importante que você não tenha artigos diferentes sendo otimizados para a mesma palavra chave.

Isso criaria uma “dúvida” no algoritmo e poderia prejudicar um artigo em detrimento de outro, ou não favorecer nenhum dos dois.

Assim, se desejar criar vários artigos dentro de um mesmo assunto, utilize palavras chave diferentes na hora de otimizar para o SEO ON page.

Conclusão

Esses são apenas alguns dos fatores conhecidos como bons para otimização de textos para o Google, e realmente deixam os artigos no estado da arte.

Quando falamos de mecanismos de busca, os resultados podem ser textos de blog, imagens, vídeos e até postagens das redes sociais.

Sendo assim, é importante aplicar essas regras básicas em toda sua produção de conteúdo, para não correr risco de ficar sem aparecer para o público.

Desejo que esse artigo possa ajudar você a otimizar melhor seus artigos, vídeos e imagens, para aumentar cada vez mais o público em seu negócio digital.

Caso queira se aprofundar ainda mais no estudo do SEO, sugiro que faça algum curso existente do mercado. Abaixo deixo uma relação completa com os melhores da atualidade, veja:

>> Clique Aqui e Conheça os Melhores Cursos de SEO da Atualidade <<

Se você gostou do mesmo que tal deixar um comentário mais abaixo? Sua opinião é de grande importância neste blog.

Grande abraço e até a próxima!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (11 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...